O ENSA é um dos 10 finalistas do 14º Prêmio Escola Voluntária

Sem título

Hoje o ENSA recebeu com alegria a notícia de ser um dos 10 finalistas do 14º Prêmio Escola Voluntária, realizado pela Rádio Bandeirantes e Fundação Itaú Social. A madrinha desta edição é a apresentadora Renata Fan, que divulgou os nomes dos colégios selecionados por destacarem-se em prática do voluntariado.
O Prêmio ESCOLA VOLUNTÁRIA existe desde 2001, tendo recebido mais de 5.000 inscrições de projetos. Cada escola selecionada, ao todo dez por edição, recebe uma equipe da Rádio Bandeirantes que transmite aos alunos conceitos de radiojornalismo e orientações práticas sobre como elaborar conteúdo para uma rádio. As reportagens produzidas pelos estudantes são veiculadas na programação da emissora.
Uma das exigências para que as Escolas possam se inscrever neste prêmio é que a instituição expresse um forte compromisso com a formação integral de seus alunos, promovendo a construção de conhecimentos fundamentais e o preparo dos alunos para a vida.
Isso foi fácil para nós, do ENSA, já que toda a nossa proposta pedagógica está pautada em uma “educação voltada para a comunidade, mediante a formação de um coração aberto à vida em plenitude, à justiça e à fraternidade, como pressupostos de uma sociedade e de uma comunidade solidárias” (trecho extraído do Projeto Político Pedagógico da Associação Imaculada Virgem Maria, que é a mantenedora de uma rede de escolas em Santa Catarina, Paraná e São Paulo).
Assim, entre tantas ações de voluntariado desenvolvidas, o ENSA se inscreveu com o Projeto “Navegando na Melhor Idade”, desenvolvido pela Pastoral e coordenado pela Profª Ana Paula Palmezan Milinavicius.
As demais instituições finalistas são:

Sem título

Paranapiacaba

Na semana passada, mais precisamente no dia 26 de agosto, os alunos e alunas do 7º ano tiveram a oportunidade de curtir a beleza da natureza da Serra do Mar, árvores grandiosas, sons não ouvidos em cidades grandes, aprendizado constante em meio a trilhas e muita história, e, também, tomar banho de chuva, que não fazia parte do projeto inicial.

Sem título

Acompanhados pela Profª Maísa, Profº Fábio e Kelly, visitaram a cidade de Paranapiacaba, obtiveram informações apuradas sobre o que está acontecendo na Mata Atlântica, o estado de sua biodiversidade, conheceram a história e cultura da região e os desafios de se conciliar o desenvolvimento e a necessária conservação ambiental. Todos juntos, percorreram e exploraram a “Trilha da Pontinha”.
Apesar do tempo que não colaborou muito, foi algo fascinante e enriquecedor para todos.

Confira aqui mais fotos.

Pico do Jaraguá – O verde no coração de São Paulo

Os alunos e alunas do 8º Ano tiveram a oportunidade não tão fácil assim, mas inesquecível, se subirem o Pico do Jaraguá todos juntos. Foi uma experiência marcada pela presença da vegetação, ar puro, diversidade de aves e animais como sagüis e esquilos. Tudo isso em meio ao barulho e agitação urbana em que estamos acostumados ver. Local este, que no passado carrega uma história de exploração, procura, passagens, riquezas, escravos, indígenas e bandeirantes.

1

Muitos de nós, moradores de São Paulo, não temos esta oportunidade de observar, conhecer e subir até o extremo do ponto mais alto de nossa cidade e avistar a beleza natural que ainda possuímos, além de ter uma visão ampla da cidade de concreto que o próprio homem construiu.

Profª Ana Paula

Confira aqui mais fotos.

Do café ao trem…

Os alunos e alunas do 6º ano visitaram a Fazenda Nossa Senhora da Conceição, em Jundiaí.  Esta fazenda esteve no auge em meados dos séculos XVIII e XIX, com forte produção de café e o uso de mão de obra escrava e de imigrantes.
A Fazenda ainda preserva na sua infra-estrutura, detalhes de como funcionava a Casa do Senhor, a Senzala, assim como máquinas, objetos e pertences pessoais antigos moradores.

28

Nossos alunos e alunas tiveram a oportunidade de conhecer todo o processo do plantio e da colheita do café. Após um delicioso almoço, nos despedimos da Fazenda e partimos para Campinas, na estação Anhumas para um passeio tipicamente histórico de Maria Fumaça, onde recebemos toda uma explicação  abordando desde o início do telefone até às engrenagens de funcionamento do trem.
Podemos dizer que este passeio de conhecimento ficará bem marcado em nossas lembranças, pois não é todo dia que sentimos o cheirinho do café direto da fazenda, assim como o apitar da Maria Fumaça em nossos corações!!!  Valeu demais!

Profª Ana Paula

Confira aqui mais fotos.

A sonoplastia nas histórias infantis do Jardim I C

Cada dia que passa a nossa turminha aprende algo novo sobre as condições do tempo. Um dia conversamos sobre o sol e o arco-íris, no outro sobre o barulho da chuva, do vento, do trovão, das tempestades etc. E assim, a curiosidade das crianças acerca dos fenômenos naturais que ocorrem no mundo formam uma fonte rica para seu imaginário.

IMG_1913

Com base nessa temática, e após ouvir a historinha ”Nosso amigo ventinho” de Ruth Rocha, a turminha se inspirou e criou uma historia coletiva acompanhada pela sonoplastia (tema abordado em nossas aulas de artes) e para acompanhar os fascinantes sons da nossa historinha, os alunos construíram instrumentos, tais como o chocalho (feitos com arroz e embalagens de produtos reciclados), para dessa forma, reproduzir o som calmo da chuva, já para criar o som dos pingos de chuva, os alunos batiam levemente palitos de sorvete no chão e por fim, para criar o som das tempestades que começam com ventos fortes e sons barulhentos de trovões os alunos sacudiam papel celofane e chapas de raio x.

Conhecer, apreciar, criar e executar uma sonoplastia coletiva, além de ser muito divertido, possibilitou ainda mais o entrosamento, a união e a afetividade entre os alunos na nossa sala de aula.

Profª Karin

Confira aqui mais fotos.

Vivendo um pouco sobre nossa cultura – Folclore no Mini-Maternal B

O folclore brasileiro é um conjunto de mitos, lendas, usos e costumes transmitindo por suas histórias o conhecimento popular e encantando os que as escutam.
Para a Educação Infantil é muito importante conhecer brincadeiras, brinquedos, músicas  e histórias da época dos avós. É desta forma que valorizamos nossa cultura.
Foi assim que durante a semana passada trabalhamos alguns personagens folclóricos e entre eles o que  se destacou e foi mais apreciado pelos pequenos foi o SACI-PERERÊ, que por sinal fez muitas traquinagens aqui na escola.

IMG_20140821_135205099

Trabalhamos com o livro “Os dez sacizinhos” de Tatiana Belinky e nossos pequenos fizeram a releitura e recriação da obra.
Tivemos a oportunidade de conhecer muitas histórias do nosso folclore através de livros dimensionais.
Nossos pequenos adoraram os dedoches dos personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo, assistiram ao DVD e apreciaram músicas folclóricas.

Brinquedos e brincadeiras como pião, corre-cutia e roda divertiram muito a criançada.

Foi uma delícia!!!!

Profª Cássia e Tia Thais

Confira aqui mais fotos.

Folclore na Ed. Infantil

O Folclore é parte importante da cultura brasileira. Resgatar suas lendas, danças, personagens é manter viva a tradição do nosso povo.

Foi com este olhar que as turminhas da Educação Infantil da manhã desenvolveram atividades relacionadas a personagens folclóricos, enfatizando o Saci-Pererê, muito conhecido pelas crianças.

DSC09660

Através de rodas de histórias, teatro de fantoches, vídeos, rodas de conversa e atividades manuais, exploramos este rico universo com os pequenos, incentivando a valorização da cultura brasileira.

Profªs Luciana, Adriana e Tia Carla

Confira algumas atividades em nossas fotos, clicando aqui.

Telefone de barbante – brincadeiras antigas

A partir da leitura do poema “Telefone com latas e barbantes”, aguçamos a curiosidade para a brincadeira do telefone de barbante.

foto 10

A proposta visou desenvolver com os alunos, brinquedos e brincadeiras antigas que já não são conhecidos pelas crianças de hoje. Participar da construção de um brinquedo, interagir com os colegas e descobrir que objetos tão simples podem proporcionar uma divertida brincadeira.  E não é que nos divertimos?

Profª Chris e Profª Kellem

Confira nos links abaixo mais fotos.

1º Ano A

1º Ano B

1º Ano C

A família

Sabemos o quanto a família é importante para uma criança.  Por isso a turminha do integral esta com um projeto muito interessante e envolvente sobre os diversos tipos de famílias.

11

As crianças estão adorando o tema e também compartilhando  um pouco da vivência de suas famílias

 Profª Kellem / Ir. Lucinha

Confira aqui mais fotos.

É doando que se recebe

Os alunos do 6º ano A, B e C doaram nesta semana roupas, calçados e brinquedos para o grupo CCCA Esperança, uma ONG da Igreja Católica, que auxilia na construção da cidadania e o desenvolvimento integral da criança e adolescente em situação de risco pessoal e social, na região central de São Paulo.

10599671_10202641983310024_1326381379954632737_n

Recebemos com carinho, os responsáveis, Sr. Francisco e Srª Lourdes, que também são avós de nossas alunas do Ensino Fundamental II, que partilharam conosco vossa experiência neste trabalho tão recompensador. Agradecemos, a todas as famílias, que puderam nos ajudar com as doações, pois sabemos na máxima da vida: quem doa, recebe!!!

Profª Ana Paula

Confira aqui mais fotos.