Novas sensações!

O contato com as cores aguça os sentidos e a percepção, permitindo descobertas,  e à medida que a criança se desenvolve, a sua percepção cromática se amplia até chegar á distinção das cores. Num processo gradativo e singular. Através deste objetivo é que proporcionamos aos nossos pequenos do Mini–Maternal B diferentes formas de sentir as tintas e suas cores.

SAM_2552

Depois da pintura com as mãos, com rolinhos, pincéis e com a tinta de gelo, hoje experimentamos a deliciosa sensação de utilizar os pés, pisar, esfregar, dançar, sapatear….

Estamos conhecendo o mundo…..

Profª Cássia

Confira aqui mais fotos.

Processo de retirada das fraldas – Mini–Maternal – 2013

A fim de que ”os pimpolhos” do Mini – Maternal A passassem pelo processo da retirada de fraldas de forma tranquila e segura é que desenvolvemos um projeto que há certo tempo vem facilitando esta transição de fase tão importante em seu desenvolvimento e é  bastante esperada pelos pais. Procuramos estabelecer alguns critérios para que este processo seja o mais natural e saudável possível. Para isso contamos com a ajuda de uma personagem muito querida que se tornou a “MASCOTE” da nossa turma, a sapinha GIGI.

DSC_0063

A Gigi durante este ano foi visitar a casa de cada um de nossos alunos e mostrou-lhes como é importante “trocar as fraldas pelas calcinhas e cuecas”, mostrando também para os pais que não existe uma idade cronológica certa para deixar as fraldas, isso vai depender da maturidade de cada criança e até de fatores emocionais, no entanto, podemos atingir com sucesso este controle esfincteriano por volta dos dois anos, quando o sistema neuropsicomotor está mais amadurecido e alguns comportamentos mais autônomos consolidados, entre eles, a linguagem que se constrói gradativamente e a integração social mais segura.

Foi assim que todos os “nossos pequenos” deixaram as fraldas de forma lúdica e divertida.

Profªs Cássia e Mariana

Confiram as visitas através das fotos, clicando aqui.

Descobrindo a magia e o encanto das histórias infantis desde o Mini–Maternal

“O processo de leitura possibilita essa operação maravilhosa que é o encontro do que está dentro do livro com o que está guardado na nossa cabeça”

Ruth Rocha

Não se forma bons leitores se eles não têm um contato íntimo com os textos. Há inúmeras maneiras de fazer isso, durante todo este ano procuramos levar nossos pequenos a criarem “o gosto” pela literatura descortinando este mundo mágico e encantador através de visitas constantes à biblioteca da escola orientadas pela Irmã Maria, o conhecimento de diversos gêneros literários e diferentes autores. Isso despertou em nossos alunos a curiosidade todas as vezes que dizíamos: Aí vem história….

DSC_0077

Trabalhamos o livro “O ratinho, o morango vermelho maduro e o grande urso esfomeado” onde pudemos desenvolver diversas habilidades: valores como solidariedade, partilha, união e fraternidade, percepção táctil, olfativa, seriação, noções matemáticas através dos contatos com deliciosos morangos que depois foram saboreados e nossa pequena Gabriella Ulasowicz trouxe o seu pezinho de morango para que seus amiguinhos conhecessem suas características, os cuidados que devemos ter com eles, suas necessidades e principalmente como podemos preservar o meio ambiente.

Profªs Cássia e Mariana

Confira aqui mais fotos.

Vitamina de Banana

Nesse mês estamos trabalhando com o projeto das frutas, vimos primeiramente as frutas mais conhecidas pelas crianças e depois algumas frutas não tão conhecidas assim.

A professora fez uma roda de conversa e contou uma história: “O caso das bananas”. A história falava que cachos de banana do senhor macaco haviam sumido,  e quem será que foi que os pegou? A dona coruja percorre toda a floresta para descobrir e no final descobre que tinha sido o próprio macaco que tinha comido durante a noite dormindo. O senhor macaco era Sonâmbulo!

imagem

Como o macaco ficou todo sem graça por descobrir que foi ele mesmo que comeu as próprias bananas, decidiu enviar uma receita que ele adora.

As crianças ficaram todas animadas com o desenrolar da atividade, principalmente a hora da prática.

Obrigada Sr. Macaco pela receita as crianças aprovaram!!!

Profª Mirella Béja

Percebendo o dia e a noite (claro e escuro) – Mini-Maternal A

Dia e Noite

Não sei se gosto mais do dia.
Não sei se gosto mais da noite.
De dia eu posso brincar.
Mas, de noite eu posso sonhar.
De dia eu posso balançar.
Vou alto, bem alto, no meu balanço.
Mas, de noite, eu posso sonhar.
De dia, eu posso ler.
Mas, de noite, ah!
De noite, eu posso sonhar.
Não sei se gosto mais do dia.
Não sei se gosto mais da noite.

Mary França e Eliardo França

A partir do texto e do filme Os Croods realizamos uma pesquisa com a turma para sabermos quem prefere o dia ou a noite e por quê?

Depois registramos a atividade em forma de gráfico trabalhando a sequência numérica.
Levamos a turma para a sala de vídeo e escurecemos a sala e montamos uma caverna com cobertores, ficou bem escuro e foi muito divertido brincar com a lanterna, depois ligamos a tv no módulo vídeo somente para ser a fonte de luz e colocamos um lençol branco na frente da tv, brincamos de teatro de sombras e realizamos experiências de percepção (o tamanho da sombra que os objetos projetam próximos da parede e longe também).

DSC_0630

Os alunos questionaram sobre tudo e ficaram muito entusiasmados, até mesmo aqueles que demonstraram certo medo de escuro no começo,  brincaram e participaram das atividades feitas. Depois colocamos óculos coloridos e fomos para a parte descoberta da escola observar o Sol e percebemos a importância dos raios solares para nossa saúde, os cuidados que devemos ter com nossa pele e agradecemos ao Papai do Céu pela visão perfeita que possuímos. Foi uma experiência muito interessante.

Profªs Cássia e Mariana

Confira aqui mais fotos.

Brincando também se aprende

Com intuito de proporcionar aos nossos pequenos a organização de situações que os levem  a observar, refletir, interpretar, levantar hipóteses, procurar e encontrar explicações ou soluções, exprimir idéias e sentimentos, se relacionar com os demais indivíduos, conhecer seu corpo;  trabalhamos de forma lúdica conceitos matemáticos.

DSC_0023

Através de jogos de raciocínio lógico, sequência numérica com objetos concretos, parlendas e brincadeiras que tiveram, buscamos o  objetivo geral  de atingir o desenvolvimento integral das crianças e como objetivo específico, trabalhar com o desenvolvimento do raciocino lógico matemático na resolução de situações problemas do dia-a-dia. Foi uma tarde muito divertida….

 MINI–MATERNAL A - Profªs Cássia e Mariana

Confira aqui mais fotos!

Brincando com cores e formas

É muito interessante, importante e curioso o trabalho com as cores na Educação Infantil, podemos observar que a cor está inserida em todo o ambiente e que também podemos verificar a ausência de cor no branco/preto, por isso é importante trabalhar o relacionamento entre as cores.

Devemos criar condições para que as crianças conheçam as cores e formas que estão presentes no ambiente em que vivem.
Nesta fase, é importante propiciar à criança a visualização, exploração, contato e manuseio de diversos objetos que compõem o universo das cores e formas, possibilitando a identificação. Nossos pequenos exploraram os blocos lógicos e brinquedo lúdicos coloridos podendo realizar a seriação de cores e formas.

DSC_0091

Além de já termos proporcionado a semana do amarelo e do vermelho, chegou a vez do AZUL. Durante esta semana juntamente com jogos de raciocínio lógico, percebemos as cores nas frutas, no ambiente que nos cerca, observando o teto da quadra e do parque, desta forma nossos pequenos perceberam também que o vento não tem cor nem forma, mas, pode ser sentido.

Tivemos a visita da prima Azul da Galinha Pintadinha, cantamos dançamos e nos divertimos muito…

MINI–MATERNAL   A - Profªs Cássia e Mariana

Confira aqui mais fotos.

Cuidado com a Cuca… que a Cuca te pega!

Quem nunca ouviu falar das traquinagens do Saci-Pererê ou mesmo da tão temerosa Cuca? Com o objetivo de se manter viva a cultura dos povos de forma a proporcionar e divulgar o conhecimento e as informações tão necessárias na construção de nossa história, desenvolvemos este projeto, que auxilia na compreensão do “Hoje”,  resgatando o “ontem”, para que o mesmo  não  se apague com o tempo e as novas gerações não tenham acesso a sua origem.

Pudemos também conhecer os famosos personagens de Monteiro Lobato, grande escritor com belíssimas obras que até hoje encantam crianças e adultos.

Desta forma a Turminha do Mini_Maternal A conheceu diversas lendas e histórias folclóricas, participou de brincadeiras que eram da época de nossas avós.

Gostaram tanto que um de nossos alunos Gustavo David foi até Taubaté junto com seus pais conhecer o “Sítio do Pica Pau Amarelo” e reconheceu todos os personagens e depois de tanta empolgação trouxe até uma “CUCA” de presente para mim. Obrigada Soraia Gonçalves!

Como não poderíamos deixar de lado nossas visitas surpresas tão esperadas pelos pais e pelas crianças da Educação Infantil nesta segunda–feira a Cuca saiu de sua caverna encantada e apareceu aqui no ENSA para alegrar a todos. Esta visita se deu através da colaboração da mamãe Raquel Escudeiro, mãe da aluna Marina que tanto se empenhou para trazer esta personagem aqui.

Profª Cássia

Vamos curtir as fotos? Clique aqui.

Visita da Rosinha no Mini-Maternal… direto da roça para nos falar sobre hábitos de higiene

Nestes últimos dias recebemos com muito carinho a visita da Rosinha que fez uma longa viagem, vindo lá do interior para contar para os aluninhos do Mini–Maternal a história do “Jeca Tatu” um personagem que vive lá na roça e que após ficar muito doente compreendeu a importância de cultivar bons hábitos de higiene e uma alimentação saudável para manter boa saúde.

Depois as crianças puderam pôr em prática o que aprenderam em um bebê (de mentirinha), assim adquirir habilidades de higiene pessoal e boa alimentação para poder passar o que aprenderam  à família e amigos.

Também “curtiram” muito a pipoca salgada e doce de micro – ondas que aprenderam a fazer.

Foi uma tarde muito “legal”…..

Tia Cássia e Tia Mariana

Confira aqui mais fotos.

Aprendendo através da Literatura Infantil no Mini-Maternal

Como é gostoso poder ficar no colinho da vovó, do vovô, da titia, da madrinha ou até mesmo da mamãe ouvindo histórias e cantigas até adormecer! Nessa relação de amor, carinho e até mesmo respeito, há espaço para o aprendizado, afinal, ao ouvir histórias, a criança desenvolve sua criatividade e amplia seu campo imaginário, desenvolvendo seu universo cultural e pode até se identificar com os personagens. Foi assim que os pequenos do Mini – Maternal entraram neste maravilhoso mundo mágico participando através de diversas atividades de alguns contos infantis que foram resgatados, pois nunca deixaram de fazer parte de nosso cotidiano.

Através da história dos “TRÊS PORQUINHOS” vivenciaram os sentimentos: coragem, obediência, egoísmo, inveja, amizade, afeto, carinho, raiva, curiosidade, ensinamento e verdades naturais que compõem o mundo da criança.

Com a História do “CHAPEUZINHO VERMELHO” desenvolveram o diálogo, respeito mútuo, responsabilidade, cooperação, organização, solidariedade, trabalho coletivo, compartilhar descobertas e direitos e deveres individuais e coletivos, incentivar o respeito aos mais velhos, resgatar a sabedoria e experiência dos mais velhos, estimular a criatividade das crianças por meio da contação de histórias.

Tia Cássia e Tia Mariana

Confiram nosso trabalho clicando aqui.